14.2 C
London
Wednesday, January 19, 2022
More

    Latest Posts

    São Tomé e Príncipe dá passo importante na luta contra as doenças não transmissíveis

    São Tomé, 03/12/2021 – A Organização Mundial da Saúde apoia São Tomé e Príncipe a validar os Protocolos de prevenção e manejo de casos das doenças não transmissíveis na atenção primária de saúde.

    As doenças não transmissíveis são todos os tipos de enfermidades que não se transmitem de  pessoa para pessoa, tais como as doenças cardiovasculares, as doenças respiratórias, a diabetes, o cancro entre outros.

    O acto de validação e posterior iimplementação dos protocolos vai marcar o ponto de viragem ao nivel do sistema de serviços e de tratamento nos postos, centros de saúde e hospitais do país com a adopção de novos procedimentos e técnicas para rastrear, diagnosticar, tratar e encaminhar os diferentes casos de doenças de foro não transmissível.

    Organizado no quadro de um atelier conjunto, o evento contou com a presença do Ministro da Saúde, Dr. Edgar Neves, e da Representante da OMS, Dra. Anne Ancia.

    Nos ultimos anos as doenças não transmissíveis têm vindo a ganhar terreno no país, com a mudança de estilo de vida da população, e em 2018 já representavam 55% das causas de mortalidade ao nivel nacional, e 70% de todas as admissões no Hospital Ayres de Menezes.

    A validação desses protocolos vai permitir acções preventivas de redução de factores de riscos que têm causado muito sofrimento à população no que se refere às doenças não transmissíveis.

    Dirigindo-se aos participantes do evento, a Representante da OMS felicitou o governo pela sua adesão ao Pacote da OMS para as Intervenções Essenciais das Doenças Não Transmissíveis (PEN) para Cuidados Primários de Saúde em contextos de país com recursos limitados. 

    A Dra. Anne Ancia assegurou que esta adesão estabelece um marco importante de mudança do paradígma, colocando o foco sobre as doenças não transmissíveis, numa abordagem integrada das doenças com enfase nos reforços dos cuidados primários de saúde e para levar a saúde muito mis perto das pessoas, – estivemos a citar.

    O ministro da saúde que presidiu o acto, disse por sua vez que os dados que têm chegado ao seu ministério, indicam que haverá um rápido aumento de doenças nao transmissiveis se medidas preventivas nao forem reforçadas.

    Dr. Edgar Neves lamentou o facto de à medida que São Tome e Príncipe começa a fazer progressos, no tratamento de doenças infecciosas e a colher os beneficios económicos desse esforço, torna-se cada vez mais vulnerável às doenças não transmissíveis.

    A aplicação dos novos protocolos para as doenças não transmissíveis será feita em projecto piloto ao nivel dos distritos de Água-Grande, Mé-Zochi e Lembá, e será assegurado no contexto do programa das Nações Unidas dos Objectivos de Desenvolvimento Sustentáveis na componente protecção social às famílias vulneráveis.

    A Organização Mundial da Saúde tem esperanças que este projecto piloto obtenha resultados que possam conduzir a sua expansão ao nível nacional, traduzindo assim num esforço conjunto de implementação da cobertura universal da saúde, que é actualmente um ambicioso plano de melhoria da condição de saúde do povo de São Tomé e Príncipe.

    Latest Posts

    spot_imgspot_img

    Don't Miss

    Stay in touch

    To be updated with all the latest news, offers and special announcements.

    × Share your content